Crudivorismo - Dieta da “Comida Crua” pode conduzir a falhas de Nutrição

 

O “Movimento dos Alimentos Crus”, ou crudivorismo, está a ganhar cada vez mais adeptos, mas existem muitos alimentos, como os tomates, que possuem mais benefícios nutricionais quando são cozinhados.

A Dieta da Comida Crua está a ganhar interesse, já que os seus defensores afirmam que pode aumentar os níveis de energia e prevenir certas doenças. Os seguidores deste tipo de alimentação optam por alimentos crus e não processados, como frutas, vegetais e legumes, frutos secos, ervas e leguminosas. Os crudivoristas também excluem qualquer alimento de origem animal, carne, peixe, aves, lacticínios e ovos.

“Pode ser comida que preenche e muito deliciosa,” diz Adrea Giancoli, nutricionista profissional e porta voz da Associação Dietética dos Estados Unidos. Infelizmente, você pode ter algumas falhas de nutrição e de alimentação saudável se eliminar alguns alimentos e consumir apenas comida crua, como recomendam os crudivoristas, diz esta especialista em nutrição.

“Se você começar a retirar elementos da sua dieta, vai sofrer várias deficiências,” diz Dawn Jackson Blatner, dietista profissional. A sua principal preocupação é que este tipo de dieta pode tornar extremamente difícil a ingestão de quantidades suficientes de cálcio, vitamina D, vitamina B12, ferro, zinco e proteínas: nutrientes que existem em maior abundância em alimentos de origem animal.

“Caso decida seguir este tipo de dieta de alimentos crus, deverá pedir aconselhamento a um profissional de saúde, de preferência um especialista em nutrição,” diz Blatner.

Os seguidores do crudivorismo recomendam que se deve comer alimentos não cozinhados para prevenir que as enzimas naturais dos alimentos sejam destruídas. Os nutricionistas não pensam desta forma.

“Temos as nossas próprias enzimas. O nosso estômago é muito ácido. Muitas das enzimas de origem vegetal não passariam do estômago,” afirma Giancoli.

Alguns nutrientes tornam-se mais disponíveis para o corpo quando a comida é cozinhada – por exemplo, os carotenóides, substâncias benéficas que dão às cenouras, por exemplo, a sua cor distinta. Da mesma forma, o corpo humano consegue mais vantagens do licopeno proveniente um tomato cozinhado do que de um cru.

Fonte: CTW

 

Voltar a Notícias